RESIDÊNCIA ARTÍSTICA Terra UNA

Interações Florestais 2011

Terra Mágica



De: rodrigo xavier d'almeida

Ação, RJ

A Proposta

As máscaras são a mais anciente forma de mudar a identidade
e assumir uma nova persona. A sua ritualística e uso tem aparecido virtualmente em todas as regiões do mundo despertando no público uma relação enigmática e cheia de fantasias.
Terra Mágica expressa a riqueza da Natureza em formas, texturas
e cores. As máscaras são criadas a partir de elementos secos da
Natureza coletados do chão. Amarrados, aplicados e embutidos unem essas peças secas que assumem inúmeras personalidades. A natureza ritualística de cada uma destas máscaras expressa a boca, o nariz, os olhos,a face da Natureza nos convidando a escutar seus sons, a dançar os seus espaços e a amar a sua beleza.
Ação: Criar 2 personagens mascarados para interagir no ambiente de Terra Una.Os mascarados terão toda a indumentária criada a partir de elementos secos da natureza coletados em Terra Una
Eles podem interagir com ambiente de diversas maneiras, como dançarinos,como caminhantes, como animais ou seres silenciosos da floresta. Parte das aparições na ecovila e possíveis caminhadas silenciosas na mata serão registradas em vídeo e fotografia.

Interação com o Ponto de Cultura

Oficinas Cooperativas
Jogos lúdicos que estimulam a evolução do autoconhecimento e da cultura da paz de forma construtiva, cooperativa e solidária. A metodologia encara o participante como sujeito responsável por seus atos e suas vivência coletiva; busca trazer informações, inquietações, estímulos e propostas para que cada qual, considerando repertório e anseios, conduza caminhos de transformação. Nas oficinas é traçado um paralelo entre o jogo lúdico e nossas vivências: uma estratégia de promover o coletivo e ampliar o ponto de contato dos participantes, expondo-os às interrelações e decisões comunitárias.

Oficina de Máscaras Naturais
Construção de máscaras com elementos secos e naturais coletados do chão. As máscaras espelham a individualidade de cada participante. Mensagem: a natureza está sempre se transformando e o ser humano deve interagir e vivenciar as mudanças. A educação ambiental é trabalhada de forma didática e ilustrada. As oficinas estimulam a psicomotricidade e o retorno às raízes por meio dos elementos paridos pela terra. A metodologia é baseada na criatividade, descontração, liberdade, individualidade construção de signos e na alegria.

Sobre o artista

Rodrigo D’Almeida, 40 anos, é brasileiro, artista plástico, educador, desenhista, designer e artesão. Formado em Comunicação Visual pela UniverCidade e pelo San Diego City College, na Califórnia, nos Estados Unidos é também autodidata. Como artista, desenvolve há 15 anos arte contemporânea que utiliza elementos secos naturais coletados na criação de máscaras, figuras e esculturas. Educador, leciona há 7 anos arte-educação ambiental em escolas do Ensino Fundamental e realiza oficinas de jogos cooperativos, arte-terapia e arte-educação ambiental junto a crianças, jovens, idosos, portadores de necessidades especiais e professores em Petrópolis e no Rio de Janeiro. Como artesão, desenvolve o mix de produtos e dirige há 10 anos a Terra Mágica, marca de produtos artesanais de aromaterapia e relaxamento. Pai de Luakali, Cainã Wera e Aruã, é casado com Thaís e vive, cria e trabalha atualmente em Petrópolis, onde fica seu ateliê, na região serrana do Rio de Janeiro.( currículo detalhado está disponível em www.terramagica.com.br/rodrigodalmeida)

Comentários

1. rodrigo d'almeida
02/02/2011 23:13
Querida Vanessa, será um prazer unir nossos desenhos em Terra Una. Você é muito talentosa e
tem uma visão naturalmente curiosa do mundo como uma criança que se "hipnotiza" olhando a teia da vida.
2. Vanessa Moutinho Lima
02/02/2011 18:26
* as crianças hipnotizadas me encantam, isso foi o q quis dizer :)
3. Vanessa Moutinho Lima
02/02/2011 18:26
Rodrigo querido, não acredito que ainda não havia te escrito!...

Nossa, o que são essas crianças hipnotizadas por essa teia colorida?!

Muito grata pela presença e pela oferta do caderninho. Ainda não tenho um caderno de registro das formas, pensei em um de papel reciclado, seria muito bonito que ele fosse feito por você.

Também quero conhecer sua coleção de formas e de contribuir para ela com a pesquisa. Tenho colecionado muitas "virtualidades" ultimamente, será muito mais nutritivo estar em terra firme e pura.

As máscaras e o caderno estão em sintonia... Em ambos, elas vão revelar os segredos das matas, num em forma de texto, noutro em forma de gente-floresta... Exploremos juntos, em Terra Una, na nossa serra que agora tem a grande oportunidade de repensar seus caminhos, e em qualquer lugar.

Cara, vamos unir nossas criações na serra? Continuamos em breve...
4. Mariana de Matos
01/02/2011 13:10
definitivamente gostaria de participar desta construção.
abraço
5. rodrigo d'almeida
25/01/2011 22:59
Cara Amanda, muito obrigado! Na minha região em Petrópolis nada aconteceu mas estou trabalhando ativamente na região afetada. Como vc mesmo disse
quanto mais próxima é a conexão mais genuina ela se torna.
A arte educação é assim também. Conexão! Mas, entendo que precisamos de ferramentas, de capacitação para integrar estes dois grandes pilares. Valeu!

Deborah,gratidão por seu comentário, fiquei muito feliz que minha proposta tenha te encantado
e pudesse te estimular a ir mais fundo.
Até breve!!!!
Um grande abraço!
6. deborah cimini
24/01/2011 23:38
adorei! me encantou... muito divertido e muito sério...é impressionante a capacidade que essas máscaras e fantasias tem de nos fazer conscientes das nossas personas, percebê-las tão nitidamente e ver que a vida é toda uma grande encenação, quanto empoderamento!muito louca essa idéia de criar a máscara natureza, que por mais que seja natureza não deixa de ser máscara, mesmo que mais próxima da essência e linda e fluida e generosa e amada...e isso me fez ir mais fundo! arquétipos de personas...elementais...gratidão amigo, espero que possamos nos encontrar em breve!
7. Amanda Freitas
24/01/2011 22:04
Que lindo tuas experiências com arte-educação ambiental...é justo o meu foco hoje em dia. Trabalho com projetos de arte nas escolas e estou arriscando os primeiros passos em direção à relacionar isto com educação ambiental. Tenho buscado muitas referências e já fiz alguns bons experimentos, mas ainda tenho muito para aprender com a terra. Estou plantando, e mexendo com a terra ela me conta seus segredos e me pede que fale mais em seu nome. Leciono em uma região rural, próximo ao Pq Nacional do Caparaó, então tudo isso se torna muito pertinente! me identifiquei muito com tuas atuações. Achei legal porque eu acabo dissociando muito estas atuações na educação da minha pesquisa de artes plásticas...ainda não fica tão evidente na prática o ponto de integração dessas coisas. E acho que quanto mais tudo se conecta mais genuíno se torna...

Parabéns!

No mais, me preocupei de saber se está tudo bem contigo devido às recentes tragédias próximas aí...

Boa sorte!

Luz.
8. Amanda Freitas Coutinho
24/01/2011 22:04
Que lindo tuas experiências com arte-educação ambiental...é justo o meu foco hoje em dia. Trabalho com projetos de arte nas escolas e estou arriscando os primeiros passos em direção à relacionar isto com educação ambiental. Tenho buscado muitas referências e já fiz alguns bons experimentos, mas ainda tenho muito para aprender com a terra. Estou plantando, e mexendo com a terra ela me conta seus segredos e me pede que fale mais em seu nome. Leciono em uma região rural, próximo ao Pq Nacional do Caparaó, então tudo isso se torna muito pertinente! me identifiquei muito com tuas atuações. Achei legal porque eu acabo dissociando muito estas atuações na educação da minha pesquisa de artes plásticas...ainda não fica tão evidente na prática o ponto de integração dessas coisas. E acho que quanto mais tudo se conecta mais genuíno se torna...

Parabéns!

No mais, me preocupei de saber se está tudo bem contigo devido às recentes tragédias próximas aí...

Boa sorte!

Luz.
9. rodrigo d'almeida
23/01/2011 21:46
Muito obrigado Marcela, é claro que tamos juntos.
Espero muito colaborar com a sua proposta assim como espero suas idéias colaborativas com o meu trabalho. Interações Florestais! Vamos lá!
Um grande abraço.


10. Marcela Antunes
21/01/2011 16:18
de mais Rodrigo! cativou mesmo!

força e tamosjuntossss ;)
bjks grandesss
11. Yasmim Flores
21/01/2011 12:01
Oi Rodrigo!

Agradeço o seu comentario!

Muito bonito seu trabalho, e atuação na arte educação ambiental! Muito importante!

Boa Sorte!
12. Flávia Paiva
20/01/2011 10:31
oi Rodrigo voltei aqui!
se quizer e tiver me add no face

www.facebook.com/#!/profile.php?id=1157868973
13. rodrigo d'almeida
19/01/2011 11:24
Oi Gilio, é isso ai homem. intenção, vontade do coração. É olhar se o caminho (arte/artesanato/ou qualquer ou outro) tem coração. Obrigado por ser um artista/artesão de ninhos,homocrisálidas, e que criativamente faz gestar neles as sementes do coletivo.

Carolina, o retorno ao sagrado feminino, abraçado ao planeta Terra como uma doce e querida mãe, trará ao ser humano a intenção
do cuidado, promovendo a evolução do ser futuro. Eu acredito!
14. Marcela Antunes
18/01/2011 22:15
Rapaz,
que delicia que foi navegar pela sua pagina! como me cativou*** arte*vida*vida*arte

boa sorte
bjs grandesss
15. Carolina Lemos Coimbra
18/01/2011 13:22
Rodrigo, quantas Conexões! Tenho uma "queda" pela Educomunicação, pelos espaços de Voz, interação, atitude, troca, participação! Tenho trabalhado há um tempo com a Viração (www.viracao.org), conhece?

Espero que tenhamos em Terra Una a oportunidade de nos conhecer e criar!

Quanto à sua proposta,que mágica!!! Magia que nos falta,histórias que deixamos de contar...de vivenciar.
Que tuas máscaras nos inspirem a tirar as nossas, que façam com que possamos escolher outras para a celebração do Universo!Para a União!

Força, inspiração e muita luz no seu trabalho!

Gratidão!
16. Cindy Quaglio
17/01/2011 12:05
Sim!
também senti muita afinidade com sua pesquisa,o s materias as másacaras, o trabaho com educação...
sintonia.
será um prazer contar com sua parceria na elaboração do espaço cênico e figurino, acho que vai dar um caldo muito interessante!
abraço
17. Gilio Mialichi
13/01/2011 18:03
Oi Rodrigo

Valeu pela resposta/comentário das diferenças. Acho que tudo está na "intenção" da proposta. É isso, a palavra chave é essa...

Por que o artista faz isso ou aquilo e o artesão faz isso ou aquilo, etc...

Até logo

Gilio Mialichi
18. Giovanni Ferreira de Souza
13/01/2011 12:42
Oi Rodrigo,

engraçado que na hora do teu comentário eu estava vendo o teu site, muito bacana os teus trabalhos, a matéria natural surpreende nas tuas criações... se nos encontrarmos pela ecovila, a tua contribuição será muito valiosa no meus projetos e na oficina com o ponto de cultura e claro me candidato a interagir na tua proposta.

na torcida Terra Mágica!
abração
19. Khalil Charif
13/01/2011 12:16
Rodrigo, tá tudo bem aí com vcs aí na Serra de Petrópolis?!!
A chuva castigou demais Teresópolis e Friburgo, uma tragédia aquilo... o Caos

Aqui no Rio teve pouca coisa... No Parque Lage houve um deslizamento de terra que quase leva a Escola junto...

Mande notícias!!!
20. Khalil Charif
12/01/2011 13:00
Rodrigo, fiquei muito feliz com seu comentário lá, das coisas sensíveis que movem agente pra frente...
Tenho certeza que sua presença em Terra UNA será um encontro com a natureza muito sensível, um novo despertar...

Grande abraço em todos aí, meu querido!!!
21. Gilio Mialichi
11/01/2011 23:21
Oi Rodrigo

Olhei com mais calma seu site...o terra mágica. Tem coisas maravilhosas lá.

Diga uma coisa...

Como você diferencia o fazer artesanal do fazer artístico e do educacional no seu trabalho? Gostaria muito de saber sobre isso no seu trabalho.

As vezes me deparo com isso no meu trabalho e tenho que ter bem claro alguns porquês, senão me perco.

Até logo

Gilio Mialichi
22. Gilio Mialichi
10/01/2011 11:32
Oi Rodrigo

Quanta proposta inscrita de qualidade...cada um com sua poética, objetivo e conhecimento adquirido durante a vida...

Aqui todos temos muito a oferecer e aprender também...e é por isso que estamos juntos nessa.

Aproveito para convidar aos que ainda não visitaram e apreciaram os projetos para fazê-lo. Vale muito a pena...pessoas novas, conhecidos, dúvidas, poéticas semelhantes,surpresas, emoções....diversidade!!!

Minha proposta inscrita é "Homocrisálida"... passem por lá e registrem suas impressões.

Também tenho um blog com imagens de outros trabalhos que contam um pouco da minha história artística. Se puderem visitem:

gilioarte.blogspot.com

Escrevam.......... gmialichi@hotmail.com

Até

Gilio Mialichi
23. Khalil Charif
08/01/2011 13:37
Urbanóides, como muitos somos, podemos achar que o trabalho tem um carater exótico... Mas é profundamente ligado à nossa condição primeira, ancestral, e permanente (muito presente em culturas vivas, aqui e mundo afora).

Bela proposta, pode tirar grande partido dos materiais da reserva ecológica, na ecovila, e criar um estranhamento curioso com a comunidade de Liberdade (MG) se caminhar pela cidade tb.
Acompanhei seu trabalho no site aqui, muito forte, é preciso de um tempo pra assimilar, como na pintura, o que eu acho muito bom!!!

Gostei de saber do trabalho de educador, muito signifivativo e necessário. Já diz muito sobre vc...

um abraço carinhoso na família, que tenho certeza, lhe inspira e é razão de viver construindo um mundo melhor...
24. Aline Midori
08/01/2011 11:31
Máscara da face, máscara do corpo inteiro... Isto rende bastante conversa do fazer!
Será enriquecedor para todos conviver com esta ação, e te digo que ando em busca do teatro de formas animadas que atua não só com as mãos!
Sucesso, camarada!
abraço fraterno
Midori
25. Tiago Folador Galter
05/01/2011 23:51
Muito boa proposta Rodrigo, quero conhecer esses mascarados, aprender mais sobre esse saber tão maravilhoso e se possível interagir com os mascarados. Eu também propus uma oficina de máscaras como interação com o ponto de cultura, quis compartilhar um pouco do personagem floclorico chamado Jaõa Bananeira, que diverte a festa do congo aqui onde moro.

Que a mata te ofereça os melhores recursos para sua obra...
26. Gilio Mialichi Neto de Oliveira
05/01/2011 00:06
Fala Rodrigo...

Nos conhecemos da outra edição né? Que bom que gostou do meu projeto. Acho que atuar com a natureza valoriza ainda mais nosso fazer artístico.

Temos algo em comum nos nossos procedimentos: a coleta de elementos naturais e criar a partir de sua resignificação dentro da nossa poética.

Pensar que várias pessoas pensam arte com um mesmo sentido, mas ao mesmo tempo estão tão distantes, talvez nem se conheçam, me faz continuar e querer conhecer essas pessoas e poder ajudá-las, fazer mais.

As máscaras nos permitem ser quem nós quisermos: homens, mulheres, velhos, animais, até mesmo o abstrato e algo sem vida...as máscaras posibilitam, tiram nossas vergonhas.

Já fiz algumas máscaras de gesso...sabe? onde se tira o molde do rosto da pessoa e depois peenche com papel? É uma experiência que todos nós temos que ter um dia...usar uma máscara.

Rodrigo muito boa sorte e sucesso com Terra Mágica. Quem sabe não nos conhecemos em Terra Una.

Até lá

Gilio Mialichi
27. Flávia Paiva
04/01/2011 12:21
estamos aqui Rodrigo!
então vamos criar juntos!
porque a natureza continua seu fluxo... como já disse do seu trabalho, ele me transmite um grande equilibrio...
quero participar de sua oficina!

vamos compartilhar no terra una!
28. Leandro César
04/01/2011 01:15
Imagino que alguns instrumentos podem ser mascarados, eles tem personalidades muito fortes.

Meu caro, seria um prazer recebe-lo em minha oficina.
Aparecendo em Belo Horizonte dê noticias.

Grande abraço.
29. Giovanni Ferreira de Souza
04/01/2011 00:09
Oi Rodrigo,
tua proposta é grandiosa explorando possíveis narrativas pelos ambientes da Ecovila.
com certeza uma experiência mágica
Parabéns e sucesso
30. Filipe Vaz
02/01/2011 16:46
Gosto muito dessa interação com elementos naturais e seus desdobramentos. É um bom resgate dos saberes da floresta.