RESIDÊNCIA ARTÍSTICA Terra UNA

Interações Florestais 2011

Ausente presença



De: Marcone Moreira

Ação, PA

A Proposta

AUSENTE PRESENÇA

PROJETO:
Realizar esculturas de cerâmica (fotos em anexo) a partir do molde dos pés de varias pessoas, tanto da comunidade local como dos artistas participantes.
O molde dos pés será feito com gesso de secagem rápida para posteriormente serem feitas as esculturas em cerâmica (a argila será retirada do local).
As peças não serão queimadas, pois a intenção é realizar intervenções pela vila, ocupando alguns espaços com as esculturas, de forma a criar metaforicamente algumas presenças, as esculturas irão sofrer as intempéries do tempo (como a chuva) num processo de desgaste natural, onde serão novamente integradas ao solo do lugar.
Todo esse processo, desde a confecção das peças ate a instalação e integração das esculturas ao ambiente, será registrado em fotografia.

Interação com o Ponto de Cultura

Para a realização do projeto, pretendo contar com o apoio da comunidade local e dos artistas residentes.
Primeiro irei apresentar meu projeto, para que possamos nos conhecer e naturalmente iremos construir uma relação de troca e respeito mútuo.
Proponho aos interessados no processo de execução do projeto, uma troca de experiências, onde poderei compartilhar um pouco do conhecimento de retirada de molde e produção das esculturas em cerâmica.
Alem de fazer uma fala onde irei apresentar meu portfólio, falar sobre meu processo de produção e a relação do meu trabalho com o lugar onde vivo.

Mais informações em marconemoreira.blogspot.com

Sobre o artista

Nasceu em Pio XII - MA, Brasil em 1982 – Vive e trabalha em Marabá-PA.

Iniciou suas experimentações artísticas em 1997, juntamente com os integrantes da ARMA – Associação dos Artistas Plásticos de Marabá, da qual é sócio-fundador. A partir de 1998, vem participando de diversas exposições pelo país e no exterior. Sua obra abrange varias linguagens, como a produção de pinturas, esculturas, vídeos, objetos, fotografias, e instalações.
Em 2002, participou do projeto Faxinal das Artes, programa de residência, realizado no Paraná, em 2003 participou do Panorama da Arte Brasileira, e Foi finalista do Prêmio Marcantonio Vilaça CNI/Sesi, em 2004, 2006 e 2009.

Principais Prêmios: Em 2009, foi contemplado com Prêmio Marcantonio Vilaça/FUNARTE e a Bolsa de Pesquisa e Experimentação Artística, concedida pelo Instituto de Artes do Pará, Belém-PA; 2008, Premiado no XV Salão da Bahia, Salvador, BA; 2007, Prêmio Projéteis de Arte Contemporânea, Funarte-RJ e premiado no Programa de Exposições do Centro Cultural São Paulo-SP; 2004 foi contemplado com a Bolsa Pampulha, Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte; Em 2003; Grande Prêmio no XXII Salão Arte Pará, Belém e Premiado no X Salão da Bahia

Comentários

1. carlane alkymagda
28/10/2011 17:59
estava dando uma olhada no site d pioxii e fiquei muito surpresa marcone no grande artista q vc se tornou desde quando estudavamos juntos no miguel bahure vc ja dava indicios de q era muuuuuito inteligente e q chegaria longe parabens
2. Marcone Moreira
19/10/2011 11:47
sou do curso de artes visuais da UNIVERSIDADE DO ESTADO do AMAPÁ.Estou com uma pesquisa sobre seu trabalho e gostaria de suas primeiras obras data. e seus comentarios sobre elas.

obs:meu email é
marcelena-ap@hotmail.com

aguardo seu comunicado.E MUUUUUUUUUUUITO OBRIGADO.
3. Tiago Folador Galter
02/02/2011 12:15
Legal essa não presença, memórias e interação com a comunidade...Boa sorte Marcone
4. Mariana de Matos
29/01/2011 21:13
EI, marcone. meu projeto consiste numa pesquisa de pessoas específicas da comunidade de liberdade e arredores de terra una.
seria muitíssimo interessante um esbarrar
entre nossos projetos. suas esculturas de cerâmica com algumas dessas figuras!!!

abç,
5. Leandro César da Silva
26/01/2011 09:22
Feitos de terra!
Vamo que vamo!
6. Joubert de Albuquerque Arrais
25/01/2011 19:47
Olá Marcone

Seria interessante ver esses moldes ampliados, segundo uma estética hiper-realista, moldes de moldes, grandes pés colocados no espaço...até mãos... Virar bicho com pés de barro...até plantar sementes nesses pés e ver o que nasce...

abraço

Joubert.
7. Amanda Freitas Coutinho
23/01/2011 23:50
Belíssimo trabalho!
Me lembrou do trabalho do MAU WAL no RJ, conhece?
Só que o trabalho dele envolve questões sociais e o vídeo. Muito forte!
Ainda assim, cada um com sua particularidade. Sempre gostei de fotografar pés. Meus pás me levam aonde eu quero ir...rs

Boa sorte!

Luz.
8. Flávia Paiva
19/01/2011 22:01
PEGA TUDO E TRANFORMA! NOSSA PARABÉNS! LINDO O SEU TRABALHO E SUA ORGANIZAÇÃO NO BLOG! VI TODOS!!!
o que mais gosto é que vc me parece simplesmente relacionavel!


muita poesia e vida!

se quizer e tiver me add no face!
www.facebook.com/#!/profile.php?id=1157868973
9. Marcela Antunes
18/01/2011 20:35
Amo a argila queimada ou nao, acredito em sua potencia*

maravilha: tocar pés, moldar pés, criar pés...
raizes sobre ou fincada na terra!

que venham muitas caminhadas a ti.

bjksss
10. Carolina Lemos Coimbra
18/01/2011 13:15
Grata!!

que os pés na terra nos mostre a conexão com nossa Mãe e nos eleve ao Céu.

:)
11. Douglas Pego
17/01/2011 17:04
Marcone, vc pensa nesses pes ocupando onde? seriam muitos?
(acabei de ver seu blog. Lembrei de vc no palacio das artes, aqui em bh, Nos conhecemos lá) abracão. Pego.
12. Thais de Almeida Prado
13/01/2011 15:38
do barro ao barro... muito poética sua proposta, gostaria de ceder meus pés e escrever sobre a sensação de um pé que vira barro.
13. soraia nunes
12/01/2011 19:48
mãos na terra, pés no chão

boa sorte
14. JABIRACA - PA
10/01/2011 15:16
olá Marcone, acho que não nos conhecemos ainda, mas já ouvi falar de você aqui por Belém.
Legal seu trabalho com os moldes em gesso e a argila, fiquei curioso e interessado pra realizar algumas trocas. é bom saber que a arte da argila, e a sabedoria dos manipuladores e modeladores desta matéria muiltipla de sendidos esteja na área.
gosto muito de modelar também, e sua proposta conceitual me chama muito a atenção. será interessante compartilhar deste conhecimento com você.
pretendo construir uma bike no terra una, e acho que se pensarmos juntos, podemos alcançar vários espaços pedalando, o que achas?
no decorrer das conversas podemos pensar essas ações.

um abraço
15. Juliana Gontijo
09/01/2011 22:27
gostei muito da sua proposta. Venho acompanhando alguns estudos e pesquisas sobre a utilização da argila ou cerâmica crua, matéria que também está em minha proposta e me interessa muito.
seria ótimo trabalharmos juntos nessa residência, estou torcendo por você.
grande abraço.
16. Gilio Mialichi Neto de Oliveira
09/01/2011 22:19
Oi Marcone

Quanta proposta inscrita de qualidade...cada um com sua poética, objetivo e conhecimento adquirido durante a vida...

Aqui todos temos muito a oferecer e aprender também...e é por isso que estamos juntos nessa.

Aproveito para convidar aos que ainda não visitaram e apreciaram os projetos para fazê-lo. Vale muito a pena...pessoas novas, conhecidos, dúvidas, poéticas semelhantes,surpresas, emoções....diversidade!!!

Minha proposta inscrita é "Homocrisálida"... passem por lá e registrem suas impressões.

Também tenho um blog com imagens de outros trabalhos que contam um pouco da minha história artística. Se puderem visitem:

gilioarte.blogspot.com

Escrevam.......... gmialichi@hotmail.com

Até

Gilio Mialichi
17. Aline Midori
08/01/2011 13:12
Viva! Os pés nus merecem mesmo este processo e acontecimento!
E já que as obras a partir deles não se tornam cerâmica, quem sabe imprimirem rastros no caminho, a se volatilizarem ou não...
Quem manda despertar idéia na gente!
amplexos
Midori
18. Mariana Soares
08/01/2011 10:12
Caramba Marcone! To impressionada com a qualidade da proposta, simplicidade e consistência!

Agora eu to entendendo o comentário do Khalil na pagina principal...eu estou vendo os projetos por região e os artistas do norte estão trazendo propostas de poéticas belíssimas e profundas.

Desejo que esteja em Terra Una e estou muito feliz em saber da existência do seu trabalho, que mesmo que não ocorra a oportunidade da residência vc estará pelo mundo realizando seu belo trabalho!

Grande abraço!
19. Thiago Martins de Melo
07/01/2011 13:22
Uma proposição sensível, coerente e de uma permanência aliada a uma fantasmagoria que pode ser tomada como autorreferência pela própria comunidade, se apropriando como autoria coletiva ou compartilhada. Estou bem curioso pra ver esse trabalho! Boa sorte!
20. mariana de matos
06/01/2011 21:29
muito bonita sua proposta. gostaria muito de
poder cruzar ela em partes com minha proposição. espero que possa realiza-la.
21. Gilio Mialichi Neto de Oliveira
06/01/2011 00:28
Oi Marcone...

Estou impressionado com seu trabalho...Vejo muitos significados cíclicos na sua proposta que convergem com a minha.

A cooperação é muito significativa e dependente dos participantes e isso deixa a obra muito intensa...a necessidade do outro.

Gosto da busca de matéria prima na natureza e depois essa mesma matéria é diluída aos poucos e com a ação do tempo.

Ao mesmo tempo que é orgânico é robótico! Quero aprender a fazer também! Quero um desses!

Muito boa sorte, parabéns e sucesso!

Gilio Mialichi
22. Carolina Lemos Coimbra
05/01/2011 20:56
assim, sempre terei meus pés no chão... ;)

belo!
23. Khalil Charif
05/01/2011 10:54
Marcone, seu trabalho é belíssimo!!!
Já tinha visto em algumas oportunidades...

Espero que o pessoal faça uma visita no seu blog e conheça mais sobre sua obra.

Aqui a sua proposta é de grande impacto visual, a aproximação com as pessoas, a construção dos moldes e o devolvê-lo pela natureza para voltar a ser natureza (sem nunca deixar de sê-lo) muito poético, cria um desejo de quase necessidade que se realize...

Parabéns!!!
Estou na sua torcida!
abs
K.
24. Douglas Pego
05/01/2011 00:34
Que bonito heim! Esses pes sem pernas achei forte.