RESIDÊNCIA ARTÍSTICA Terra UNA

Interações Florestais 2011

Estudos para fractal



De: Zé Carlos Garcia

Ação, RJ

A Proposta

A possibilidade de recriar o mundo frente a formas inicialmente estabelecidas pela Estética me levou aos insetos como simulacro e a partir deles experimentar uma nova natureza após ser apropriada pela arte.

O trabalho de pesquisa com os insetos me levou a uma observação mais detalhada de seus hábitos, cores, formas e habitat, e indica um pensamento de um movimento fractal. De como ficará o comportamento observado dos insetos dimensionados em uma escala maior (humana) mas com a mesma estrutura de organização social. Essas colônias têm, em geral, uma organização tão ou mais complexa que a observada em nossas casas, condomínios e cidades.

Ao realizar uma pesquisa traçando paralelos entre a organização das colônias de insetos e a nossa própria sociedade busco o objetivo final deste trabalho que é o registro da pesquisa através de formas e desenhos.

Para a realização deste trabalho serão utilizadas apenas casas de insetos já abandonadas ou criadas artificialmente (como as desenvolvidas por apicultores e cientistas da área), não oferecendo qualquer destrato aos bichos.

Como diz a sabedoria popular, se envolver em algumas questões complicadas “é como
mexer em vespeiro”.

Interação com o Ponto de Cultura

A interação com o Ponto de Cultura será parte integrante do “Estudo para fractal”. Proponho a realização de, no mínimo, um encontro semanal de uma hora, totalizando quatro encontros ao longo da residência. Estes encontros poderão ser em número maior dependendo da dinâmica dos envolvidos e da disponibilidade de tempo.

Ao longo destes encontros pretendo provocar uma auto-identificação desta comunidade com a organização das colônias de insetos. Resumidamente será posta em prática, através de inflexões e reflexões espontâneas, uma pesquisa etnológica através de um viés entomológico.

O produto resultante deste estudo, tanto do trabalho de campo quanto da interação com o Ponto de Cultura, será parte do suporte de um discurso contínuo: um fractal.

Mais informações em www.zecarlosgarcia.com

Sobre o artista

Zé Carlos Garcia, 1973, artista visual, cursou escultura na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, frequentou a Escola de Artes Visuais do Parque Laje e vivenciou por mais de dez anos a técnica e as possibilidades estéticas oferecidas pelo carnaval carioca.

Desde 2008 é um dos sócios do Barracão Maravilha, espaço de criação e produção em arte contemporânea sediado no Rio de Janeiro.

Exposições recentes:
Inquietudes – coletiva, Galeria Durex, RJ, 2010
Ocupação – ocupação coletiva em apartamento no Flamengo, RJ, 2010
Pólo Contemporâneo Tiradentes – intervenção urbana coletiva, Praça Tiradentes, RJ, 2010
Hereditários – individual, Galeria Durex, RJ, 2010
2 anos – coletiva, Barracão Maravilha, RJ, 2010
Eco, Ritmo, Acaso – coletiva, Galeria Durex, RJ 2010
Karnevalismus – exposição em conjunto com Robson, Berlim, 2009
Ecos de Hélio – coletiva, Centro de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro, 2009
Supernova – coletiva, Barracão Maravilha, RJ / La Générale en Manufacture, Paris, 2009

Comentários

1. Tiago Folador Galter
02/02/2011 12:02
Que bacana essa atenção com os insetos, eles também nos esnsinam muito, PARE OLHE ESCUTE, SUCESSO AI....
2. Marcela Antunes
31/01/2011 19:03
Seu trabalho está tão presente nele mesmo...


redondo!

bjkss grandesss
3. Amanda Freitas
23/01/2011 22:38
Eu compreendo quando você fala de mexer em vespeiro...muitos trabalhos de arte esbarram em ética e polêmicas quando se aproximam da questão animal...eu particularmente sou muito sensível à estas questões...mas por outro lado vejo uma certa hipocrisia social em atacar a arte quando ela evidencia questões que acontecem cotidianamente em outros contextos muito mais cruéis...
Suponho que você conheça o trabalho do Rodrigo Braga, e tenha ouvido da polêmica da última bienal de sp, etc...

Particularmente, tive oportunidade de experimentar o processo da apicultura aqui na região do caparaó... e tenho verdadeiro fascínio por insetos desde a infância...
minha mais recente descoberta foi um ser chamado Fulgora Lanternaria,Jequitiranabóia, cobra-voadora ou cigarra-cobra.

Olha a notícia:
http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2009/12/576294-inseto+raro+aparece+no+centro+de+vitoria.html

Boa sorte!

Luz.
4. Flávia Paiva
22/01/2011 10:21
vi muita relação do seu trabaho com o do theo caveiro que fala de sistemas!

e dessas estruturas podemos criar muitas reflexões de nossos comportamentos.
é um espaço pratico para podermos observar a natureza!

5. Natalia Godinho Coutinho
21/01/2011 10:18
Votei =)
6. Marina Fraga
18/01/2011 13:15
Olá Zé,
Fiquei muito interessada no seu trabalho. São muito fortes as quimeras que você cria, e, ao mesmo tempo, têm uma delicadeza, um curioso contraste se passou dentro de mim. Vontade de vê-las ao vivo, de tocar suas penas... Os insetos e este sistema de gavetas de apicultor (é isso?) também são intrigantes. A geometria fractal e a ciência também me interessam muito. Aliás tenho um bom documentário sobre os fractais, podemos trocar umas idéias, se quiser.
Espero te ver lá na serra! beijos e parabéns!
7. Khalil Charif
17/01/2011 08:30
Zé, passeei pelo seu site... tem uns trabalhos extremamente fortes lá. Aqueles corpos-penas pendurados, o cabeça de porco... cada um de cair o queixo! Intrigantes e perturbadores... principalmente se levar em conta as questões por eles levantas através das suas forças expressivas.

Outros de uma profunda leveza e poesia...

O que é inegável é sua capacidade de transitar por sensações tão diferentes e inquietantes do humano. Contundente!

Aqui o seu projeto é das escolhas mais difíceis, vc literalmente "mexe com vespeiros"...rsrs Tomara que vc consiga despertar nos colegas aqui a vontade de investigar essas realidades através dessa sua poesia das mais originais...

Um trabalho sensível, que tem seu lugar no mundo e vc chama atenção pra isso...

Sua obra como um todo foi uma revelação pra mim!
Parabéns!!!
Na torcida!!!
8. Natalia Godinho Coutinho
16/01/2011 19:30
Muito interessante sua proposta. Tanto conceitualmente quanto visualmente..
9. Mariana Soares Leme
15/01/2011 00:16
Olá José Carlos

Vi seu blog, belissimas imagens, forte, as impactante, é uma sensação esses passaros pendurados!! Vem cá...onde tu consegue tantas penas pra realizar essas esculturas?...fiquei muito curiosa.
Um abraço
10. Gilio Mialichi
09/01/2011 22:15
Oi Zé Carlos

Quanta proposta inscrita de qualidade...cada um com sua poética, objetivo e conhecimento adquirido durante a vida...

Aqui todos temos muito a oferecer e aprender também...e é por isso que estamos juntos nessa.

Aproveito para convidar aos que ainda não visitaram e apreciaram os projetos para fazê-lo. Vale muito a pena...pessoas novas, conhecidos, dúvidas, poéticas semelhantes,surpresas, emoções....diversidade!!!

Minha proposta inscrita é "Homocrisálida"... passem por lá e registrem suas impressões.

Também tenho um blog com imagens de outros trabalhos que contam um pouco da minha história artística. Se puderem visitem:

gilioarte.blogspot.com

Escrevam.......... gmialichi@hotmail.com

Até

Gilio Mialichi
11. Gilio Mialichi
07/01/2011 11:23
Oi Zé Carlos

Me identifiquei muito com sua poética. Visitei seu site também...quanta coisa boa!!!excelente. Gosto muito das propostas suspensas, dos insetos híbridos|mutantes. Fiquei impressionado.

Temos muito em comum. Em especial, esta minha proposta para a residência também tenho ponto de partida os insetos...as crisálidas. Realmente a arte é universal...o pensamento criativo é isso - liberdade.

Gostei muito. Parabéns e boa sorte no "Estudos para factal"

Gilio Mialichi