RESIDÊNCIA ARTÍSTICA Terra UNA

Interações Florestais 2011

cartografia da invenção)



De: Mariana de Matos

Ação, MG

A Proposta

A ação consiste em desenvolver uma busca entre os moradores da cidade Liberdade para localizar indivíduos com características que possam os categorizar como obras de arte, segundo critérios normalmente usados.

Posteriormente será produzido um livro /portfólio a partir de fotografias e descrições, para apresentar as obras. As informações contidas neste portfólio serão de relevância para a compreensão destes indivíduos como obras de arte, como o período (data de nascimento), dimensões (altura/largura), materiais cabelo, pele), conteúdo, origem, relevância social, etc.

A ação se completa com a sugestão destas pessoas por meio de portfólio, para o acervo de galerias de arte contemporânea. O retorno da ação por parte das galerias será incorporado no livro.

Interação com o Ponto de Cultura

Com a proposta, pretendo manobrar conceitos usados para definir quando estamos diante de uma obra de arte, aproximar estes critérios do convívio da população, apontar lacunas entre a crítica e a produção de arte, e sobretudo deslocar discursos e questionar as definições de arte na contemporaneidade.
As questões nascidas com a proposição, serão desatadas por meio de imersão e diálogo dos participantes do evento com a população.

Sobre o artista

Mariana de Matos, Belo Horizonte, MG. Formada em artes plásticas com habilitação em fotografia e desenho – Escola Guignard – UEMG. Pesquisa:Fusões em campos de significação (2008); Exposições: Teatro Universitário em BH (2004); Exposição itinerante de performance/literatura/pintura no Bonaparte Cultural em Montes Claros (2006) e no Espaço Cultural Calabouço/Ouro Preto (2007); Kaza Vazia – Galeria Itinerante de BH (2006); Exposição Abri(u)l – Casa do Estudante (PUCMinas) 2008); Miscelânea: A estética Contemporânea – IV Semana de artes da Universidade Federal de Ouro Preto, OP-MG (2008); X Mostra Interna – UEMG – BH/MG (2008); Exposição de vídeo na Virada Cultural com a Galeria Itinerante Mineira – São Paulo (2009); 19° FIG (Festival de Inverno de Garanhuns) com a performance 6 atos plásticos em um território iluminado – PE (2009); Exposição Diverso/Adverso na galeria da cemig – BH, com o trabalho O livro indócil (livro de artista, 2009); Encontros e mestiçagens culturais: breve panorama da pintura contemporânea em Minas Gerais (2010) e Ministrou oficinas de arte e literatura na PUCMINAS (2007) e Izabela Hendrix (2010).

Comentários

1. Danilo Pêra Pereira
01/02/2011 23:46
Parceria fechada! Boa Sorte!
2. Tiago Folador Galter
26/01/2011 21:32
Importantissímo catalogar esses personagens artisticos de certos locais , principalmente alguns mais antigos que passam a ser obras raras,que vc ache ou eles te achem pelas suas andançam...
3. Amanda Freitas
19/01/2011 22:57
Seu trabalho é ousado e faz a ponte entre universos muito distintos...isso é muito interessante. Duchampiano. Aponta e diz: Isto é arte. Confronta. Ao mesmo tempo, só a proposta de tornar as "figuras humanas" que encontrar em arte, e o diálogo gerado a partir disso deve ser algo incrível. Deveria ser registrado também...imagina! Fico até curiosa por imaginar este diálogo, este convite a virar uma obra de arte...rs

Boa sorte!

Luz.
4. Flávia Paiva
19/01/2011 22:10
catalogar! palavra que os museus de arte gostam! rsrssrs
deverá ser muito divertido jogar com as palavras!

terrauna em suas caças!

5. Douglas Pego
17/01/2011 17:26
oi Mari. Bem legal a proposta heim. So nao entendi uma coisa:

"...localizar individuos com caracteristicas que possam os categorizar..."

nao seria qualquer pessoa possivel desse tipo de categorização não?

bjs.
Pego.
6. Aline Midori
15/01/2011 17:03
Ei Mariana!
A gente se conheceu um pouquinho no Kaza Vazia, acho que lembro de você com câmera na mão.
A entrar nesta provocação lúdica, você assumiria o papel da obra de Arte, em que situação?
beijo
Midori
7. Mariana Soares Leme
14/01/2011 01:16
Originalidade é a palavra que tenho diante de todas as propostas que li até agora.

Um abraço!
8. Gilio Mialichi
09/01/2011 17:20
Oi Mariana

Quanta proposta inscrita de qualidade...cada um com sua poética, objetivo e conhecimento adquirido durante a vida...

Aqui todos temos muito a oferecer e aprender também...e é por isso que estamos juntos nessa.

Aproveito para convidar aos que ainda não visitaram e apreciaram os projetos para fazê-lo. Vale muito a pena...pessoas novas, conhecidos, dúvidas, poéticas semelhantes,surpresas, emoções....diversidade!!!

Minha proposta inscrita é "Homocrisálida"... passem por lá e registrem suas impressões.

Também tenho um blog com imagens de outros trabalhos que contam um pouco da minha história artística. Se puderem visitem:

gilioarte.blogspot.com

Escrevam.......... gmialichi@hotmail.com

Até

Gilio Mialichi
9. Ana Laura Duarte Martins Estaregui
09/01/2011 10:41
Mariana! Obrigada pela mensagem!

Acho que sua proposta coletiva dialoga com a minha. A questáo da catalogacao, invencao de categorias.

Muito bom!

:) Boa sorte a vc!

Beijos!

Ana
10. Khalil Charif
08/01/2011 01:40
Copiando aqui um trecho que a Mariana fez (no meu projeto):
"o esbarramento entre nossas propostas, o sexo das linguagens, o diálogo > o registro > a memória (...)"

Mariana, muito lindo isso, acho que tem muito a ver o diálogo sim, essa mistura toda...

Achei "o sexo das linguagens" simplesmente sublime, sublime... (já virei seu fã no ato...rsrs)

Visitei seu blog novamente e li suas escrituras... foi uma bela descoberta, uma grande surpresa poética...

Vamos seguindo firmes...
Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!


11. Khalil Charif
07/01/2011 13:26
Muito curiosa proposta, quase que científica. Verificar o que cada um entende por obra de arte, tentar mapear isso nas pessoas através delas mesmas... mexe com muitas questões interessantes e de extrema relevância.

Resultados imprevisíveis, uma obra aberta, sugestiva, participativa, transitanto entre a aproximação e a negociação com as pessoas... aspectos que considero muito significativos no seu trabalho.

Espero que encontre os ecos necessários para envolver e conquistar a todos!
Parabéns!
12. Gilio Mialichi Neto de Oliveira
04/01/2011 23:14
Oi Mariana, boa noite

Tomar como ponto de partida pessoas comuns e a partir disso transformá-las em obra é muito significativo...sua propsta transporta um assunto clássico para nossa contemporaneidade...como o artista encherga hoje o retrato e consequentemente a figura humana?...como isso pode ser apresentado nos dias de hoje?...em qual suporte e quais serão os materiais a serem usados para cada caso?...quero muito ver sua proposta concretizada.

Parabéns e boa sorte...sucesso!

Gilio Mialichi