RESIDÊNCIA ARTÍSTICA Terra UNA

Interações Florestais 2011

Eco Elétrico



De: Daniel Seda

Ação, SP

A Proposta

A Humanidade desenvolveu em pouco mais de 100 anos uma dependência profunda da energia elétrica.

Este trabalho pretende realizar a partir de uma intervenção estética uma investigação irônica desta relação.

O trabalho proposto é uma instalação elétrica montada em uma uma árvore.

A instalação é conceitual e tecnicamente simples: uma luz elétrica fica suspensa em um galho de árvore, sempre ligada.

Quando alguém se aproxima da luz, ela apaga.

Para que a luz permaneça apagada é preciso de tempos em tempos que alguém faça algum movimento dentro do campo de percepção do sensor ligado à instalação.

Caso não haja nenhuma interação, a luz permanece acesa.


A instalação pode ser montada com uma ou mais luzes simultâneas.
As luzes utilizadas serão de LED que têm consumo mínimo de energia. A geração de luz da instalação será apenas simbólica.



A instalação é uma metáfora da condição energética atual: para se poupar energia, é preciso um esforço consciente.
Na sociedade atual, é muito mais fácil o desperdício.

Mas longe de querer reduzir apenas o trabalho a esta metáfora,
minha proposta é criar uma poesia irônica na interação
ser humano - natureza - energia elétrica.



Interação com o Ponto de Cultura

A interação com o ponto de cultura é uma proposta de discussão sobre a importância da energia elétrica na vida cotidiana das pessoas.
Essa discussão começará a ser realizada pela tarde, embaixo da árvore onde estará instalado o trabalho proposto seguindo até o pôr-do-sol, quando o trabalho será ligado.
Filiando-se à tradição de Joseph Beuys e encarando a arte como meio de transformar as pessoas, a partir desta discussão muitos temas e referências podem ser abertos.

Me proponho a conduzir e trazer à discussão idéias de relações alternativas com a energia e exemplos históricos tais como:

- A idéia de geração autônoma e coletiva de energia como uma proposta para a criação futura de uma 'web energética' onde todos contribuem com conteúdo ao mesmo tempo em que se alimentam do sistema.

- A proposta de energia livre e gratuita proposta pelo cientista Nicola Tesla no início do século XX e virtualmente ignorada desde então.

- Exemplos de geração barata de energia já acessíveis hoje em dia mas pouco explorados.

- Exemplos de utilização crítica da energia em trabalhos de arte ou de engenharia.

-Quaisquer outros exemplos e fatos ligados ao tema trazidos à discussão pelos participantes

Sobre o artista

http://daniel.performancia.com.br

2010 - CUBO - Intervenção multimídia realizada na Praça da Liberdade, Belo Horizonte como membro do coletivo COBAIA, e junto com os coletivos BijaRi, Cia Cachorra, Contra-filé, Perda Total, Poro e Frente 3 de Fevereiro. Patrocínio e realização Centro Cultural Banco do Brasil
2010 - O Colecionador, 2 minutos, curta-metragem em plano-sequência. Classificado entre os 9 finalistas do I Curtas de Bolso Tela Brasil.
2010 - Participação no MixtoQuente, evento realizado pela Casadalapa, coletivo de artistas em São Paulo.
2009 - Namahaiku En Français, poesia pública multisensorial. Apresentado na Casa das Rosas, São Paulo, durante o Ano da França no Brasil.

http://www.namahaiku.com

2008 - Namahaiku 5 Estações, poesia pública multisensorial. Apresentado no SESi Vila Leopoldina, e na Casa das Rosas, em homenagem aos 100 Anos de Imigração Japonesa no Brasil.
2007 - Namahaiku Haikai ao Vivo, poesia pública multisensorial. Apresentado no Vale do Anhangabaú durante a Virada Cultural 2007.
2007 - ILLA, performance multimídia unindo dança e liveimage. Realizado com Aychele Szot e apresentado no GAG, São Paulo.

http://iluminacaoprofana.wordpress.com

Comentários

1. Vanessa Moutinho Lima
02/02/2011 18:07
vou adorar me aproximar das árvores pra gerar a outra face da luz, e ficar com elas no escuro...
2. Daniel Seda
02/02/2011 06:40
Gente, muito grato com as opiniões, as conversas, as trocas.

Todos que se dispuseram a percorrer cada projeto, analisar e se deixar tocar pela poética de cada proposta deve ter sentido a mesma dificuldade do que eu realizar essa escolha.

Espero que esta inteligência coletiva funcionando tenha conseguido escolher os projetos e formar esses grupos de artistas que irão conviver em Terra Una de uma forma sábia.

um abraço a todos e espero encontrá-los por lá
:)
3. Marcela Antunes
31/01/2011 19:17
Adoreiii o projeto e o esquema ta simplesmente DE MAISSS!!!

4. Flávia Paiva
29/01/2011 12:26
que lindo o trabalho dessa artista!
auuauauu
Amei a dica!
já está aqui como referencia!

nos vemos no terra!!! ou na terra!
rsrsrs
5. Aline Midori
28/01/2011 23:25
Daniel, como vai a respiração?
As práticas corporais exercitam esta em boa medida, né?
Reconheço que quando a tensão é grande, o ar entra apertadinho, e é nessa situação que buscamos compensações energéticas, eletricidades extra.
No Tai Chi a gente busca energia da terra, energia do céu, a equilibrar no interior. Abraça a árvore, o universo, num conjunto de gesto, movimento, respiração e intenção.
Conta pra nós o que o senhor pratica, e também o que a árvore escolhida vai interpretar de nossa aproximação/afastamento!
Abraço da Midori
6. Tiago Folador Galter
26/01/2011 15:43
Fundamental proposta Daniel, essa inverção funcional que leva a reflexões e consciência,
a oficina de extrema troca e sabedoria... Sucesso.
7. Douglas Pego
20/01/2011 11:03
Oi Daniel, não conhecia esse livro do Calvino não. Vou procura-lo imediatamente. Adoro Calvino e adorei a ideia do livro. Dei uma pesquisada.

to pensando muito na sua proposta. esse negocio de acesa quando estamos longe e apagada quando estamos perto... eh uma coisa que da pra ir pensando, pensando.
Seria quase que um chamado da arvore. Como um artificio natural para chamar atenção.

vamos conversando.
Pego.
8. Flávia Paiva
20/01/2011 11:01
nossa que lindo o trabalho dela!
uauuuuuuu!

os fios de cabelo é de fato uma exelente fibra para confecionar...

Adorei a dica!


9. Amanda Freitas
18/01/2011 23:37
Interessante, tua proposta!
Tuas questões iniciais são bem claras,
mas imagino que outras surgirão na prática, e em contato com o ambiente específico de TerraUna, um deles, é que a luz elétrica atrai MUITOS insetos!...Reflexões... Gostei da inversão e da discussão levantada.

Boa sorte!
Luz.
10. Douglas Pego
18/01/2011 13:54
Muito legal isso!
Oi Daniel, isso podia acontecer em varias arvores. em caminhos. muito legal.

a luz apagando eh um convite a olhar outras luzes né?! Gostei muito. Eh como se nao fosse floresta...fossa casa....e quando vc chega em "casa" ela vira floresta!

estou me privando da terra em minha proposta. Se conseguirmos estar la juntos eu ganho a noite pelo menos.

pra mim eh como a casa que vira floresta! rs

muito boa sorte!
Pego

11. Angelo Luz
15/01/2011 23:15
Acho a idéia muito boa por exigir a proximidade para que a energia seja poupada. Espero que as pessoas estejam bem dispostas a esse exercício constante! Boa sorte!
12. Gilio Mialichi
15/01/2011 12:14
Oi Daniel...

Você mora em Campinas? Vi no seu site que você já trabalhou por lá...

Até

Gilio Mialichi
13. Gilio Mialichi
13/01/2011 13:54
Olá Daniel, boa tarde...

Sobre as imagens que você viu no meu blog, são registro de trabalhos antigos e alguns recentes também...

A Série Sacros que você gostou já é um trabalho antigo. Trata-se da apropriação de imagens velhas e desgastadas pela chuva em cimitérios públicos...a chuva fez a ação de desgaste...ficou linda a imagem né! Eu só tive o trabalho de perceber e encontrar qualquer beleza e significado para minha poética.

Não continuo mais com a séie sacros...o que restou são as ações do tempo na matéria, como os fungos.

Até

Gilio Mialichi
14. Gilio Mialichi
11/01/2011 22:44
Oi Ddaniel, boa noite

Olhando um pouco mais sobre você no seu site observei muito video...É uma linguagem preferida no seu trabalho? E o projeto proposto para o Terra Una tem origem em algum vídeo ou experiência com as filmagens?

Até

Gilio Mialichi
15. Ana Reis Nascimento
11/01/2011 15:35
ei daniel,
muito bacana seu projeto. gosto da inversão de funcionamento do sistema. me irritam as luzes q se acendem quanto passamos nas ruas, como delatores de nossos movimentos, afirmando a impossibilidade de ser anônimo na paranóia urbana. aqui, moveremos para o apagamento.
lembrei-me tb da música do tom zé:
"A ciência excitada
Fará o sinal da cruz
E acenderemos fogueiras
Para apreciar a lâmpada elétrica."

abçs
16. Flávia Paiva
11/01/2011 13:47
que bacana daniel, vamos manter contato, que com certeza poderemos criar dialogos!

me add!
17. Khalil Charif
10/01/2011 15:41
Daniel, obrigado pelo seu comentário revelador no meu projeto, deixei uma resposta lá, se tiver chance dê uma olhada em: "O paraíso, o inferno e o purgatório", que eu escrevi...

Grande abraço!!!
18. Gilo Mialichi
09/01/2011 16:46
Oi Daniel, boa tarde

Tem um comentário lá na minha proposta onde diz que nossos projetos ficariam interessantes se fossem dispostos juntos ou próximos...Realmente é uma boa ideia. Eu gosto!

Até logo

Gilio Mialichi
19. Flávia Paiva
09/01/2011 14:02
Se quizer me add

http://www.facebook.com/profile.php?id=1157868973
20. Flávia Paiva
09/01/2011 13:42
'Quando a luz se apagar, começaremos a ver o que a luz não revela'...
a sua tônica ironica leva a abertas possibilidades de leituras...
Beuys no contexto politico artistico é um grande aliado!

estou curiosa em sua pesquisa em relação a web energia, energia barata e então omitida... e esses temas q estão longe de nossas práticas culturais atuais... quero participar de suas discussões a respeito!
poderemos criar relações, já q cabelo é fonte de energia, contendo o nosso dna, curto esses assuntos fisicos, que trazem para o nosso cotidiano conciencia.

Me interesso tbém pela tema "Fios" q logo me leva ao cabelo, mas ele é extendio para outros campos, q tb
21. Flávia Paiva
09/01/2011 13:42
'Quando a luz se apagar, começaremos a ver o que a luz não revela'...
a sua tônica ironica leva a abertas possibilidades de leituras...
Beuys no contexto politico artistico é um grande aliado!

estou curiosa em sua pesquisa em relação a web energia, energia barata e então omitida... e esses temas q estão longe de nossas práticas culturais atuais... quero participar de suas discussões a respeito!
poderemos criar relações, já q cabelo é fonte de energia, contendo o nosso dna, curto esses assuntos fisicos, que trazem para o nosso cotidiano conciencia.

Me interesso tbém pela tema "Fios" q logo me leva ao cabelo, mas ele é extendio para outros campos, q tb
22. Gilio Mialichi
09/01/2011 12:26
Oi Daniel

Quanta proposta inscrita de qualidade...cada um com sua poética, objetivo e conhecimento adquirido durante a vida...

Aqui todos temos muito a oferecer e aprender também...e é por isso que estamos juntos nessa.

Aproveito para convidar aos que ainda não visitaram e apreciaram os projetos para fazê-lo. Vale muito a pena...pessoas novas, conhecidos, dúvidas, poéticas semelhantes,surpresas, emoções....diversidade!!!

Minha proposta inscrita é "Homocrisálida"... passem por lá e registrem suas impressões.

Também tenho um blog com imagens de outros trabalhos que contam um pouco da minha história artística. Se puderem visitem:

gilioarte.blogspot.com

Escrevam.......... gmialichi@hotmail.com

Até

Gilio Mialichi
23. Khalil Charif
08/01/2011 19:06
Daniel, fiquei impressionado com a simplicidade e relevância (estética e política) da sua proposta!

Pra quem conhece um pouco do seu trabalho, como eu que já o vi nessas andanças e peregrinações da vida, sabe da sua capacidade sensível e potencial criador. Pra quem não conhece, os links são uma visita necessária...

Acho que a idéia traz um alento à nossa condição/escravidão de energia sim. De um modo muito particular, quase imperceptível, que demanda uma certa sensibilidade pra ser sentida em sua plenitude.

O que eu acho mais bacana, é que ela possibilita leituras em várias camadas, que vão se somando, se revelando aos poucos - desde daquela mais direta (ainda assim interessante) à aquela mais sofisticada.

Adorei a referência ao Beuys, que eu também levo comigo e procuro passar adiante...

Parabéns!!!
Na torcida, que daqui a pouco, vai se organizando...rsrs
abs
24. Gilio Mialichi Neto de Oliveira
04/01/2011 16:10
Olá Daniel

Parabéns pela proposta...é bastante interativa e reagirá muito bem no ambiente. Pensei já no acúmulo de insetos permeando essa luz durante a noite...renderá registros maravilhosos.

Muito boa sorte!

Gilio Mialichi
25. Rosa Yazigi
01/01/2011 17:38
Que a luz seja bem vinda, nos guiando para o bem maior. O blecaute será apenas ilusório!
Um forte abraço!