RESIDÊNCIA ARTÍSTICA Terra UNA

Interações Florestais 2011

Jardim de Mesa



De: Juliana Gontijo

Ação, MG

A Proposta

Inspirado em jardins internos, canteiros nos quais nossas avós plantaram aquela antiga roseira branca que floresce até hoje. Memória, ficção e imaginário moram nesse jardim.
O “Jardim de mesa” consiste na construção de um jardim de “alpiste” em cima de uma mesa de café. Essa mesa será coberta por uma toalha de mesa de rendas brancas e em cima uma composição de xícaras nas quais serão plantadas as sementes e um bule com água. As xícaras serão feitas de argila através de um molde, uma observação é que as xícaras não passaram por nenhum tipo de queima.
O jardim será regado uma vez por dia, em diversos horários durante os das de exposição com o bule de água, como se servisse o café, as plantinhas serão regadas. Com o passar dos dias o “alpiste” germinará e crescerá, enquanto a cada regar as xícaras se despedaçarão.
Preparar a mesa do café, lá pelas seis da tarde pra receber quem vem pra descansar depois do trabalho. Com todo carinho ajeitar a toalha, alisar as rendas, colocar as xícaras, o bule e esperar quem vai trazer o pão.
Toda memória precisa de um objeto e um sujeito, mesmo que eles sejam fictícios, e toda memória resulta numa construção

Interação com o Ponto de Cultura

Oficina de moldes em gesso
materiais necessários:
40Kg de gesso
80Kg de argila
ferramentas feitas de garrafa PET.
preferencialmente uma turma de 6 a 8 pessoas maiores de 12 anos.
Produzir moldes de objetos utilitários para reprodução em argila ao final da oficina teremos produzido todas as xícaras para a ação descrita acima e os participantes da oficina serão convidados a interagir com a obra nos momentos de nos momentos de rega.
alguns objetos confeccionados durante a oficina podem também ser queimados num "forno de barranco" a ser construído.
A oficina conta com apresentação de material bibliográfico sobre cerâmica e artistas que a utilizam como princípio para entendimento do mundo. Se possível contar com a presença de artistas visitantes que possam somar nessa experiência.
ao final de todos os dias de oficina (6 dias) tomaremos café com biscoitos produzidos por nós também.

Sobre o artista

Juliana Gontijo, 23 anos, vive e trabalha em Belo Horizonte, MG.
Graduando em Artes Visuais pela Universidade Federal de Minas Gerais (desde 2007).
Assistente do artista Marco Paulo Rolla (desde 2008).

2010:
Exposição Sobre Olhares, BU, UFMG.
Exposição Sobre Dignidade e Memória, EBA, UFMG.
Exposição Bienal Zero, bienal universitária, UFMG/Guignard.
Exposição Ateliers de Fotografia, EBA, UFMG.
Residência Artística ENCOMODO, Festival de Inverno da UFMG, Diamantina, MG.
Exposição em locações do longa metragem “Mão na luva” de Roberto Bomtempo e José Jofly.
Bolsista de monitoria em disciplina de pintura na Escola de Belas Artes da UFMG.
Participante do III Fórum de Arte das Américas, realizado na UFMG.
Participante do Seminário Perspectivas do Livro de Artista, realizado com a presença de Paulo Silveira, Edith Derdyck, Paulo Bruscky, entre outros artistas.
Cuso de Cerâmica: Uma proposta contemporânea, realizado pela artístta Adel Souki no programa artista convidado da Escola de Belas Artes, UFMG

2009:
Expedições Desenhantes, oficina de desenho, Projeto Manuelzão, FESTIVELHAS.
Produção e Exposição na Feira das Artes Visuais, EBA,UFMG.
Assistente da Artista Sara Ramo e Patrícia Leite.

Comentários

1. Tiago Folador Galter
13/02/2011 20:55
Obrigado pelo seu voto Juliana, muito sucesso ai em BH, e que as portas sempre se abram para vc...
2. Filipe Fernandes da Costa Vaz
01/02/2011 12:35
Seu trabalho é muito poético, me gusta!
Espero que sejas selecionada!
Adorei tua proposta!

até
3. Marcela Antunes
31/01/2011 18:56
!
4. Ana Reis Nascimento
31/01/2011 18:53
ei juliana,
linda proposta.
me lembrei muito do trabalho "arroz e feijão" da ana maria maiolino, q tem um aspecto mais político envolvido.
o seu tem um gosto e cheiro de café da tarde, quitutes e renda. poesia e memória e a mesa como lugar de compartilhar.

beijos e boa sorte!
5. Marcela Antunes
27/01/2011 19:18
Olá Juliana,
já havia visitado esta pagina... achava que havia comentadoooo, como naoooo??? rssss

delicia de trabalho, um deleite!
muito***
paraaaaabeeeennnnssss

bjksss grandessss
6. JABIRACABIKE-PA
21/01/2011 13:52
oi Juliana, realmente lembra algo de jarbas Lopes, mas somente pelo suporte(bicicletas). acho que linha do desing nele é mais forte.
vou por outros caminhos, o rizoma é o meio, rua o palco, embate e o conflito a conexão, no resto ....

todos os atravessamentos são possíveis para aquele que cria

vamos nessa
7. Natalia Godinho Coutinho
21/01/2011 10:13
Tem meu voto...
8. mavi
19/01/2011 00:44
acabei de encontrar o trabalho q da Marilá.
Uma instalação No Museu da Pampula e se chama A ORIGEM DA OBRA DE ARTE
dá uma espiada

http://www.mariladardot.com/site/?p=17&lang=pt
9. mavi
18/01/2011 23:51
OI Juliana, muito prazer!

Tua proposta, achei bem forte!
me traz leve lembrança a um trabalho da Marilá Dardot.. . ela germinava em meio letras que fez de cerâmica, mas acho q toca outras questões.

Enfim, vejo a existência de certa precariedade: o germinar acontecer em meio a um processo de destruição do recipiente de cerâmica sem queima.
Achas q o comportamento do germinar, o processo de enraizamento da planta em contraste com o desfazer das xícaras acontecem antes da possibilidade da morte? Quer dizer, existe uma coisa q tem a ver com certa crueldade a que o humano está ligado, lidar com o limiar entre vida e morte, a resistência...

A meu ver este assunto em que tu tocas é bem profundo. Boas reflexões podem surgem.


abraços
10. Amanda Freitas
18/01/2011 21:34
Lindo o teu trabalho, Juliana!
Muito orgânico, sutil e poético!
Gosto da repetição, como gesto cotidiano, resignificado, gosto da idéia de memórias recriadas, gosto dessa tua simplicidade!

Boa sorte!

Luz.

11. Juliana Gontijo
18/01/2011 16:40
a principio uma mesa, mas pretendo trocar idéia com os demais residentes e através dessa troca realizar o trabalho da melhor forma. seria bom trabalhar com você nessa residência douglas. beijo.

natalia, como coloquei abaixo já realizei esse trabalho sim, em Diamantina, Minas Gerais, numa outra residência artística, mas acredito que nessa residência a que me proponho participar as possibilidades de troca, interação e reflexão sobre os trabalhos ganharão uma enorme potencialidade, tanto pelas pessoas, pelo tempo da vivência e pelo local.

se alguém quiser manter contato:
julibrats@gmail.com


abraço a todos.
12. Douglas Pego
17/01/2011 15:52
ju,
vai ser uma mesa?
ah..é tao bonito isso. podia ter varias mesas. Vc podia ate propor a alguns moradores em criar essas mesas em suas casas e a cada vez que receberem visitas eles regam os alpistes.

beijo.
Pego
13. Flávia Paiva
17/01/2011 10:19
lindo, simbolico e póetico
as suas fotos já me tocam e me levam..
dialogo com a sua linguagem... me leva...
e me parece que tem várias camadas simbolicas, muito trabalho e sentido!

me toca.

se quizer me add no face
www.facebook.com/profile.php?id=1157868973

Parabéns! o seu trabalho já é!
14. Natalia Godinho Coutinho
16/01/2011 19:24
GOstei desta proposta, você já experimentou-a alguma vez?
15. Angelo Luz
15/01/2011 13:28
Sua proposta é muito bem construída. O que mais me encanta é o gesto de regar com o bule. O resultado escultórico é fantástico! Parabéns! Um abraço!
16. Mariana Soares Leme
14/01/2011 01:52
Linda proposta, aconchegante e acolhedora...durante essa ação imagino cada participante contribuindo com suas memorias afetivas...barro, queima, forno, biscoito, histórias, tudo muito interessante! Boa sorte!
17. Khalil Charif
10/01/2011 17:22
Adorei ver que vc está trabalhando a questão da "Memória"!!!!!! Muito bom isso, muito pessoal a maneira que vc a traz, muita poesia... ficção e cotidiano... germinar, crescer, romper da xícara...
Belo, belo, singelo...

Vi que vc trabalhou com o Marco Paulo Rolla e a Sara Ramo, grande experiência deve ter sido (!!!), pois que eles desenvolvem um trabalho dos mais interessantes, com linguagens muito próprias e merecedoras de toda a atenção!
Tenha certeza, vc passa muito disso, dessa ressonância magnética deles, aqui na sua proposta...

Bela contribuição Juliana!!!
Parabéns!!!
Que venham novas memórias construídas, escritas e dirigidas, por esses talentos individuais (e coletivos) como o seu!

Na torcida!!!
18. Aline Midori
09/01/2011 13:39
Ei moça (vizinha de cidade, que faz tempo que encontramos)a cena da ação deve ser motivadora para uma miniatura em cerâmica, hein?
Todos convidados à mesa, um a servir a água nas xícaras germinadas, modeladas em argila, quem sabe pintadas e queimadas, a ficar para a contar a história!
Aí talvez torne-se mais acessível como referência didática para os professores de Arte, a tratar dum tema como Ação, efemeridade ou mutação.
Coloco a imagem que brota, para você e para os colegas, saiba que é como forma de curtir, viu?
Parabéns pela ação!
abraço fraterno
Midori
19. Marina Fraga
08/01/2011 19:34
Muito bonito ver a matéria orgânica crescer assim tão desenfreada. Há um pouco de caos em cada xícara...
Linda proposta
beijos
20. Gilio Mialichi
08/01/2011 18:44
Oi Juliana

Quanta proposta inscrita de qualidade...cada um com sua poética, objetivo e conhecimento adquirido durante a vida...

Aqui todos temos muito a oferecer e aprender também...e é por isso que estamos juntos nessa.

Aproveito para convidar aos que ainda não visitaram e apreciaram os projetos para fazê-lo. Vale muito a pena...pessoas novas, conhecidos, dúvidas, poéticas semelhantes,surpresas, emoções....diversidade!!!

Minha proposta inscrita é "Homocrisálida"... passem por lá e registrem suas impressões.

Também tenho um blog com imagens de outros trabalhos que contam um pouco da minha história artística. Se puderem visitem:

gilioarte.blogspot.com

Escrevam.......... gmialichi@hotmail.com

Até

Gilio Mialichi
21. Daniel Seda
08/01/2011 16:58
Gostei muito, tem meu voto!
:D
22. Mary Figueiredo Arantes
06/01/2011 19:54
Juliana, a Gabriela, minha norinha, foi quem me apresentou seu trabalho e junto dele esta leveza e beleza dos que só os muito simples sabem ser. Amei a intenção, fotos e as coisas irem acontecendo, com memória e afeto e principalmente com a destruição que muitas vezes camuflamos com o novo, sem perceber que a ferrugem trás dentro dela o tempo. Prazer imenso em ver seu trabalho, sucesso, sempre, mary
23. Leandro Cèsar
05/01/2011 21:54
Podiamos armar alguma coisa juntos...?
24. Breno
05/01/2011 21:10
Noh, muito bom!
25. Juliana Gontijo
05/01/2011 17:28
oi cindy, obrigada. sim, realizei durante o Festival de Inverno da UFMG, numa residência artística proposta pelo DA da Escola de Belas Artes da UFMG. É um evento muito bacana chamado ENCOMODO.
26. Cindy Quaglio
05/01/2011 13:07
lindo!
você já realizou essa ação?
27. Tiago Folador Galter
05/01/2011 00:37
Muito legal toda essa junção dos seres na obra...
28. Juliana Gontijo
04/01/2011 23:24
www.flickr.com/julibrats
29. Gilio Mialichi Neto de Oliveira
02/01/2011 22:57
Oi Juliana, boa noite

Sua proposta é pura memória. Sou um apaixonado por obras que apresentem a poética da memória e resgate de costumes.

Parabéns e boa sorte

Gilio Mialichi
30. Ana Laura Duarte Martins Estaregui
01/01/2011 15:18
Juliana! Gostei muito da sua proposta do jardim! Imagem poética e melancólica. Muito bom, mesmo!

Votei na sua!

Beijos,

Ana