RESIDÊNCIA ARTÍSTICA Terra UNA

Interações Florestais 2011

Janelas



De: Fabíola de Almeida Salles Mariano

Ação, SP

A Proposta

É intento deste projeto compartilhar processos em que as cores se revelam aos olhos, ao corpo (individual e coletivo). Através do processo de tingimento de tecidos pretende-se evidenciar a transformação (enquanto essência) que acontece diante de nós e celebrar esta constante em nossas vidas. Os tecidos a serem tingidos (de preferência com pigmentos naturais) serão tanto uns que pretendo levar (em algodão ou algum outro tipo de fibra natural) e também tecidos que as pessoas da comunidade desejem modificar seu aspecto pelo tingimento.

Todo o processo de tingimento deverá ser acompanhado de uma preparação corporal e de uma música a ser criada coletivamente (com aqueles que desejarem participar). Os tecidos deverão secar ao sol em varais configurando uma instalação multicor na ecovila.

Depois dos tecidos serem tingidos, ao longo de vários dias, pretende-se confeccionar roupas e acessórios através da costura manual e com máquina dos mesmos. Estas peças deverão ser usadas num dia de festa, de rito às cores, à transformação. Num fim de tarde ou na hora do amanhecer, momento em que as cores no céu se manifestam.

Interação com o Ponto de Cultura

A interação com o ponto de cultura deverá se dar ao longo de todo o processo já que no tingimento quem desejar poderá participar da preparação corporal e poderá colaborar com suas roupas a serem tingidas (quem desejar poderá tingir inclusive). O processo de costura das roupas poderá envolver a comunidade e o dia da festa/ritual/dança deverá contar com a participação de todos.

Sobre o artista

Formada em Comunicação das Artes do Corpo pela PUC-SP e Artes Plásticas pela ECA/USP. Iniciação Científica realizada em 2007 sob orientação da prof. Ana Maria Tavares acerca da Performance (USP/FAPESP). Hoje, cursa o mestrado na ECA/USP com o prof. Dr. Marco Garaude Giannotti tendo a relação entre o corpo e a cor como campo de investigação. Interessada na relação do corpo nas diversas artes, participou de mostras de performances e ministrou cursos sobre o assunto em diferentes localidades. É artista de circo profissional desde 1998. Participou da pesquisa em dança Butoh apoiada pelo Fomento `a Dança, dirigido por José Maria Carvalho e do projeto Entrextremos no Piauí com o coletivo Urubus, em 2009 e 2010. Das artes plásticas, foi assistente das artistas, Ana Maria de Araújo Tavares e de Amélia Toledo. Ainda nas artes plásticas, participou de exposições, individual e coletivas. Seu trabalho artístico segue nos estudos das artes do corpo, da percepção corporal, principalmente relacionados `a cor e aos campos de intensidade.

Comentários

1. Tiago Folador Galter
13/02/2011 20:51
Sou muito grato pelo seu voto...que sua caminhada na arte seja de muita luz e paz...
2. Fabíola de Almeida Salles Mariano
01/02/2011 08:02
Quantos comentários especiais...
3. Flávia Paiva
31/01/2011 19:20
nos vemos no terra una!?
4. deborah cimini
28/01/2011 19:32
Nossa lindo demais... me fez lembrar de um festival das cores que acontece na Índia. É um festival onde são ofertadas todas as cores psíquicas à Consciência Suprema, todos os estados da mente representado pelas cores, com o objetivo de alcançar a auto-realização. "Através da entrega de todas as minhas cores a Você, eu quero tornar-me incolor".
seria um grande prazer compartilhar esse momento, pra mim seria assim: transmutação, cura, transcendência e entrega. lindo mesmo!
5. Aline Midori
24/01/2011 15:43
Fabíola, estou imaginando que janelas se abrem e fecham diante ou entre os tecidos vivos, coloridos...
São os olhos?
Ou áreas de entrada, mesmo, para as casas a receber cortinas?
Valerá bastante contrair e esticar o corpo na dinâmica proposta!
sucesso!
Midori
6. Amanda Freitas
18/01/2011 20:45
Sim...também imaginei algo como parangolés de roupas vivas, tintura orgânica, tons de cores da terra...Gosto da idéia da manufatura, e da interação com as pessoas...simplicidade pertinente!
Tenho investigado a relação das pessoas com a roupa como pele. Interessante!

Boa sorte!

Luz.
7. Douglas Pego
17/01/2011 15:17
Oi Fabíola. A festa é parte da proposta sim?! Sua proposta pode estabelecer um relação com a comunidade muito legal. visualizei uma coleta de uma peça de roupa de cada um e o tingimento de todas elas de uma mesma cor, e sua devolução. gostei viu. :)
8. Angelo Luz
15/01/2011 13:20
Olá Fabíola!

Muitos interesses em comum! O corpo e a cor tem sido motivo de experimentações minhas com a performance. E a sua proposta é muito interessante! Adoraria usar uma dessas roupas e dançar! Boa sorte! Um abraço!
9. Khalil Charif
15/01/2011 12:51
Belíssimo modo de trabalhar a questão da cor!!!
Parabéns, Fabíola!!!

É muito prazeiroso imaginar esses parangolés-H.O. sendo retrabalhados... Tenho certeza que o Hélio ia adorar fazer parte também! rsrs Já visualizo até ele em diálogo com vc, conversando... rsrs

Que bonita pesquisa, processo, esse tingir, essa manufatura da "obra" e esse trazer o compartilhar de olhares e percepções... Deu vontade de conhecer algum trabalho anterior seu, só pra a gente conhecer mais sabe? Coisa assim... A poesia já se instalou aqui na proposta, e seria muito belo de fazer/participar dessa construção sua... Espero que se realize... seria lindo...

Adorei a idéia da festa-rito ao final, uma celebração e tanto!!! Eu quero!!! rsrs

Tingindo, torcendo e muito envolvido com tudo!!!
Parabéns!!!
10. Flávia Paiva
14/01/2011 17:04
Oi Fabíola, estamos aqui na pesquisa das artes do corpo em relação aos objetos distitamente colocados mas que está para o corpo e que dependerá do outro para a nossa ação!

já estou vendo o varal de tecidos balançando ao vento!
Posso colocar minhas roupas para tingir também?

te add no face, pois gostaria de ver imagens de trabalhos seus!
sorte
Flávia Paiva
11. Ana Reis Nascimento
11/01/2011 16:51
ei fabíola,
acho q nossas propostas tem afinidades, na idéia do tingimento, na relação do corpo e do ambiente com a cor - não fechada numa tela no sentido mais tradicional da pintura, mas na exploração da cor que está presente em nossas vidas e seus significados.

abçs
12. Gilio Mialichi Neto de Oliveira
08/01/2011 18:39
Oi Fabíola

Quanta proposta inscrita de qualidade...cada um com sua poética, objetivo e conhecimento adquirido durante a vida...

Aqui todos temos muito a oferecer e aprender também...e é por isso que estamos juntos nessa.

Aproveito para convidar aos que ainda não visitaram e apreciaram os projetos para fazê-lo. Vale muito a pena...pessoas novas, conhecidos, dúvidas, poéticas semelhantes,surpresas, emoções....diversidade!!!

Minha proposta inscrita é "Homocrisálida"... passem por lá e registrem suas impressões.

Também tenho um blog com imagens de outros trabalhos que contam um pouco da minha história artística. Se puderem visitem:

gilioarte.blogspot.com

Escrevam.......... gmialichi@hotmail.com

Até

Gilio Mialichi
13. Gilio Mialichi Neto de Oliveira
03/01/2011 20:10
Oi Fabíola, boa noite

Parabéns pelo projeto...é bastante intenso. Você desbobra a proposta e tranforma sua ideia em diversos momentos arte: a busca dos tecidos, o tingimento, a secagem em varais, a festa...e as pessoas ainda levãrão as roupas e o aprendizado.

Até logo

Gilio Mialichi
14. Tiago Folador Galter
01/01/2011 20:03
Que todo o ambiente favoreça as melhores transformações das materias e que o resultado seja surpreso a todos...
15. Rosa Yazigi
01/01/2011 11:31
Que o universo regue paz e prosperidade em 2011 dentro de cada "SOL" que brilha ou que ainda há de iluminar. Vamos colorir 2011!
Um forte abraço!