Bolsa Terra UNA

Anciões de Liberdade

De Filipe Freitas

Descrição do Projeto

O projeto Anciões de Liberdade propõe uma intervenção artística de caráter comunitário que se constitui em um registro da população idosa do município de Liberdade através de fotografia, vídeo e som. A proposta é realizar “portraits” dos anciãos em seu ambiente de vida, seja em ambiente urbano, seja em ambiente rural, de forma que, além do processo artístico, possam servir de memorial para a comunidade. O suporte para o trabalho de documentação artística é a fotografia, tanto em cor como em preto e branco. Vídeo e áudio também serão captados como linguagens auxiliares de maneira a enriquecer o registro das pessoas. Junto aos portraits, propõe-se um registro fotográfico do ambiente físico do município – ruas, caminhos, paisagens – bem como imagens de outros habitantes mais jovens – crianças e adultos. O resultado final será a projeção de um audiovisual contendo as fotografias montadas em uma linguagem que propicie uma experiência cinematográfica aos espectadores. Música, áudios, trechos de vídeo e elementos gráficos enriquecerão a montagem audiovisual e esta, ao final da residência, será apresentada publicamente, junto às treze melhores fotografias que ganharão impressão e serão expostas no Ponto de Cultura e Sustentabilidade.

Descrição das Vivências a Serem Oferecidas no Ponto de Cultura e Sustentabilidade

De maneira integrada ao projeto Anciões de Liberdade, propõe-se duas atividades com o público do Ponto de Cultura e Sustentabilidade, a saber: i. Vivência de Biodanza com o tema Identidade e Cultura, sendo que Biodanza é um sistema de desenvolvimento em grupo que se utiliza de música, dança, situações de encontro e gestos arquetípicos, buscando fortalecer os vínculos existenciais – consigo mesmo, com as outras pessoas, com o universo – dos participantes. ii. Encontro de Anciões, que consistirá em um evento vespertino com a presença de anciões convidados para um bate-papo e contação de estórias para jovens e adultos interessados na preservação do patrimônio cultural do município, em especial o patrimônio imaterial na forma de casos, lendas e estórias transmitidas pelos mais velhos.

Resumo curricular

Filipe Freitas é educomunicador (comunicador social e educador ambiental) com formação em Ecologia Profunda, Permacultura, Biopsicologia, Biodanza, Fotografia e Direção Audiovisual. Poeta, tem experiências diversas no âmbito das mídias e das artes. Atuação como fotografo, editor, produtor e diretor de vídeo. Teve trabalhos exibidos na TV Cultura, Canal Brasil, Directv Channel e foi premiado em festivais. Em seus trabalhos, procura aliar o potencial sensibilizador da arte com o trabalho de documentação em uma perspectiva educativa. Entre eles: SAINDO DA LIXEIRA (2009, 46’) – trabalho sobre catação, coleta seletiva, reciclagem de resíduos e envolvimento comunitário na Zona Leste de São Paulo; MIRA (2001, 56’) – Documentário sobre o povo cubano, exposição e audiovisual fotográficos, que deram origem ao Projeto Mira nas Escolas – exibição seguida de palestra e debate com jovens de Ensino Médio de escolas particulares de Belo Horizonte; FESTA DE FÉ (2001, 20’) Documentário poético sobre o Folclore Capixaba exibido em escolas e espaços comunitários de Conceição da Barra – ES. Fotógrafo e laboratorista, realizou trabalhos de documentação na Amazônia, Maranhão e Bahia e participou de exposições coletivas no Palácio das Artes e Parque das Mangabeiras em Belo Horizonte.